O relatório do Grupo de Trabalho (GT) sistêmico

Eu, Talita Franco, não moro mais no Rio de Janeiro e decidi fazer um relatório em vídeo sobre o que foi realizado no GT. Peço, por favor, que compartilhem na carta semanal. Não são vídeos muito curtos, mas acho que o conteúdo é bom o suficiente para manter a atenção dos interessados.

Esta primeira leva de vídeos aborda questões conceituais bem como os métodos usados nos trabalhos. Por ser algo que foca na proposta que eu desenvolvi no GT, vou compartilhar no meu canal do youtube. Quem sabe me abre portas profissionais! Os demais vídeos que mandarei em outro email serão específicos sobre o contexto da Rede Ecológica, então ficarão restritos. Se vocês quiserem adicionar no youtube da Rede, fica a critério de vocês.

GT soluções Sistêmicas 1 – a proposta.mp4

GT soluções Sistêmicas 1 – a proposta.mp4

Arroz, agronegócio e segurança alimentar

Trechos relativos a questões de segurança alimentar do programa BOM DIA 247 da TV 247 de 10/9/2020

 

A primeira maratona interna de arrecadação para a Campanha Campo e Favela de mãos dadas contra o Corona e a Fome – encontramos nosso formato!

Emocionante acompanhar os 5 dias de maratona de arrecadação que terminaram no feriado do dia 7 de setembro, dia da Independência do Brasil e lançada em cima da hora. É a primeira experiência da Rede de levantar fundos envolvendo diretamente familiares e amigos d@s associad@s.  

Aproveitamos o nosso sistema de pedidos, aberto para a coleta mensal de encomendas de produtos secos, que congrega todos os núcleos, para iniciarmos a campanha. Foram 2 dias de preparativos, em que foram confeccionados os primeiros materiais:

 

À esquerda, cartaz de apresentação elaborado por Debora Raguffe.

 

Na base da realização dessa maratona de arrecadação estão os articuladores, nome dado aos que aderiram ao movimento de entrar em contato com amigos e familiares, conversando, mandando o material, recebendo os pagamentos programados para os próximos 3 meses. A meta continua a mesma: dar estabilidade à campamha Campo e  Favela de mãos dadas contra o Corona e a Fome.

À direita, a carta de apresentação a familiares e amigos.

A ideia é realizarmos essa maratona todos os meses, de modo a criar a oportunidade de agregar as novas pessoas que queiram participar.

Desse modo, com a realização da maratona, garantimos a continuidade de nossas cestas agroecológicas pelos meses de outubro, novembro e dezembro. E mais, encontramos um modo de fazer isso em um formato que tem tudo a ver com a Rede: personalizado e inspirado na proximidade e confiança!

Claro que vamos semanalmente “alimentar” a conversa com os atuais e futuros novos amigos da Rede Ecológica, direcionando-lhes algum material com informações sobre um dos territórios, sobre nossas propostas e encontros. Algo como fizemos durante a maratona, quando diariamente disponibilizávamos um depoimento explicativo e tocante sobre nossas ações. Nesse sentido, gratidão a Amitta Domiciano (Campo Grande) e Ana Santos (Cem / Grajau).

Nossa meta era a de angariar R$ 12.000,00 reais, montante que já nos deixaria muito tranquilos por suprir com folga os gastos previstos inicialmente.

Imagem: resultado da apuração das cotas

E finalmente, no dia 7 de setembro, fechamos a campanha com R$ 19.660,00 que cobre bem nossas necessidades para outubro, novembro e dezembro.

Parabéns para todas e todos!

Muito obrigada a tod@s que se envolveram e tentaram!  Muito obrigada a todas as pessoas que confiaram e apoiaram a campanha e, assim, se tornaram amig@s da Rede. Não é tarefa fácil pedir ou dar algo em uma época a que estamos vivendo em que as solicitações são inúmeras.

Foi interessante observar no placar diário o fato de que, em 4 de setembro, com a contribuição de apenas 4 núcleos, já tínhamos conseguido a metade da  meta de R$ 12.000,00 reais.

Em realidade, esta é uma prova da capacidade de mobilização da Rede Ecológica, fruto da confiança que se construiu ao longo de 20 anos. E mais ainda por saber que essa ação iria requerer trabalho, na medida em que cada integrante da Rede se faz responsável pela doação recebida de um grupo de pessoas com as quais tem interação, gerindo os recebimentos e repasses dos valores por meio de seu pedido mensal.

É uma campanha personalizada, que pede a cada um que acione as pessoas mais próximas.

Suavemente, sem perceber, conseguimos encontrar nosso formato de arrecadação. Agradecemos muito especialmente a Solange Braga (Urca), que já nos meses anteriores iniciou essa prática.