Cozido Agroecológico

Impressionante as diferentes formas de pensar a campanha, valorizando o preparo do alimento e possibilitando o acesso a esta vivência! Segue a chamada para o cozido agroecológico!

Você sabia que a mulherada do *Complexo de favelas da Penha* se uniu com a pandemia pra transformar seu território verde juntinho com o CEM? O afeto, a solidariedade e o cuidado coletivo foi tão potente, que as cestas agroecológicas doadas via Vakinha, pela Bemvindo no projeto Campo e Favela de Mãos dadas, Ação da Cidadania, Mesa Brasil e a ASPTA desencadearam outras ações de autonomia popular, como a criação de um espaço de agricultura urbana e autocuidado muito incentivado pelo GT Mulheres da AARJ com a Doação das cestas Cuidar se.

Vamos inaugurar nesse sábado (25/07) com um maravilhoso *cozido agroecológico* (legumes frescos, sem veneno da agricultura familiar + pirão e arroz do MST).

A venda será interna com entrega e também *externa pra quem quiser presentear a/o morador/a* ou mesmo vir conhecer e pegar a sua.

Você não pode ficar de fora!

Além de gostoso, fortalece a agricultura familiar, gera renda pra iniciarmos a produção de pomadas, tinturas, xaropes e fortalecer nossa Horta na escada. Participe!