Balanço das doações de nossos amigos e familiares

  Texto: Solange Braga De meados de dezembro até final de março foram 84 doadores no total:

  • de 15 de dezembro a 31 de janeiro – 56 pessoas;
  • Fevereiro -13 pessoas
  • Março – 15 pessoas.

Estaremos a cada mês divulgando os doadores e os núcleos que estão com pessoas se envolvendo nesta campanha. Neste período, temos o seguinte quadro: Urca – 37 articuladores Campo Grande – 14 articuladores Niterói –  8 articuladores Grajau – 5 articuladores Santa –  5 articuladores Vargem Grande 2  (que vieram pela feira da roça) Neste período tão difícil, é importante que mais associados se envolvam em conseguir doadores a cada mês, seja um amig@ ou familiar. Isto fará uma enorme diferença. Se houver um pouco de esforço, a Rede poderá ter muito mais doadores! Ainda mais agora que a situação está péssima. Tivemos um ano de trabalho ininterrupto, que se configurou para tantas famílias como uma descoberta de comida de verdade. Foram estimulados com novas perspectiva, ligadas ao plantio, à cozinha, à comercialização. As cartas semanais estão voltadas para mostrar o que está sendo feito nos territórios e os doadores recebem. 

O Repasse com o Coração e a caixas de isopor para os caquis

Texto: Annelise Fernandes

 

Foram 50 caixas de isopor que uma pessoa do grupo de Whatsapp “Amigos da Freguesia” pensou em reutilizar para o transporte de caquis e de outros produtos das feiras agroecológicas da Freguesia e Vargem Grande.   Entendemos que este é o espírito do Projeto “Repasse com o Coração”: a preocupação em dar novos usos aos materiais de modo a aumentar sua vida útil, cuidando para que cheguem às mãos dos interessados.

Neste caso específico, os agricultores estavam em busca de potes de sorvete para os caquis. As caixas de isopor vieram ao redor de ovos de Páscoa, que por sua vez eram cobertos por muito papel laminado… Ficamos num certo dilema, porque é muito importante que a guerra contra o isopor seja declarada por nós, associad@s da Rede. Mas já que essas caixas lá estavam, tentamos reaproveitá-las ao máximo, cientes de que depois a reciclagem nos trâmites normais não é possível.  Nesse sentido, pedimos a nossos produtores de ovos que não comprem caixas de isopor para embalá-los. Enfim, é uma batalha grande, porque o isopor está cada vez mais presente nas prateleiras. Quem estiver preocupad@ com sua pegada ecológica, por favor, recuse alimentos que estejam no isopor, mesmo que isso em alguns momentos seja difícil.

 

A quarta e última análise dos resultados obtidos com o projeto da Pegada Ecológica da Rede

Em anexo, a análise realizada por Yana Moises, junto com Flávia Tostes, Jean Sambonha, Larissa Drummond, Nicole Araújo e Paula Maria Almeida.

Muita gratidão por este belo trabalho, Yana! E estamos pensando em breve organizar uma live com vocês para podermos conversar mais sobre essa pegada, que precisa ser melhorada por nós! Será que não seria a hora de fazermos uma nova aplicação?

Clique no link abaixo para baixar o documento:

Análise da questão meios de transporte 1